sexta-feira, 17 de julho de 2009

Tem havido

… notícias, situações, desenvolvimentos mas a vontade de escrever nem por isso é muita, para além de haver dias em que há sempre que fazer nas horas que passo aqui na “barraca”.

O filhote está óptimo e recomenda-se. Depois de uma noite em que se molhou (mais por culpa nossa) começou com alguma tosse e ranhoca que passou passados uns dias e o apetite voltou em força. Está cada vez mais desenvolvido a todos os níveis. Tem passado os fins-de-semana com os avós, mais para nos libertar um pouco e alia-se o útil ao agradável. Mas este já o passa connosco pois os avós estão no Alentejo. Aprende cada vez mais e tem saídas deliciosas!
Há coisa de duas semanas começou a gaguejar no início das frases. Sinal de alerta! Ele que sempre foi tagarela, começou a emperrar…Comecei logo a fazer um filme, mas a conclusão foi por imitação, ou seja, como a namoradinha começou com este problema, o rapaz por solidariedade, fala também assim. Mas agora só o faz quando quer falar muito depressa e nota-se perfeitamente que é pelo contacto com a pequena. Já vi que este casório me vai trazer bastantes dores de cabeça.
Continua um apaixonado pelos bichos, por carros e motas e com o avô a fazer um belo trabalho pois o menino fez uma birra descomunal um dia em que o foi buscar à escolinha e foi-lhe comprar uma mota toda xpto de €15,00 para o miúdo ao chegar a casa a deixar cair ao chão (quase que não tem mãozinha para a segurar) e haver estragos. Depois, quando eu chego a casa, vem queixar-se! Haja pachorra!
Adoptei um sistema com o filhote: chegamos a casa e dou-lhe uma peça ou duas de fruta que vou variando. Assim, após o banho, janta e se não lhe apetecer fruta já a tem na barriga. E enquanto a come, sossegadinho a ver os bonecos, vou adiantando o resto do jantar do dia e o jantar seguinte. Claro que isto funciona excepto nos dias em que é o avô a ir buscá-lo, porque na ementa está a fatia do bolo e sumo!
A adoração que ambos sentem um pelo outro está firme que nem uma rocha. Com o filhote a crescer mais um pouco, haverá uma enorme cumplicidade entre eles, de certeza!

O meu hobby vai de vento em popa, ou melhor, de brisa que o tempo também não é muito, mas está a avançar. Faço-o à hora de almoço no escritório e em algumas noites em que nos despachamos mais cedo e o miúdo adormece pelas 22.00h, o que é um avanço significativo e positivo. Praticamente dorme a noite toda.

Da casa, bem está a ser lento. Decidimos baixar o preço para €80.000,00 para nós a ver se conseguimos vender. Gostava muito de até ao final do ano estar na nova casa e finalmente o nosso filhote ter o quartinho dele, com as coisinhas dele. Nota-se perfeitamente que a partir das 21.00h / 21.30h está cheio de sono, mas não o podemos deitar a essa hora porque fazemos barulho (jantarmos, arrumar a cozinha, tomarmos duche) e assim, o Pedro só vai fazer soninho por volta das 22.00h, ou pouco depois. Lamentavelmente.

O meu pai veio almoçar comigo a semana passada. Foi bom. Somos muito parecidos de feitio. Sempre fomos muito cão e gato, mas sem discussões. E a maior parte das vezes sem conversas e diálogos. Ele acha que está sempre certo e a maneira dele ver as coisas é que está correcta. Mas não é. Da mudança do Pedro para o colégio aceitou e reagiu bem. Também, contra factos não há argumentos e a diferença na mensalidade para baixo é factor decisivo. Da casa há aspectos que não entende como a nossa procura numa zona mais perto do colégio. Acha que onde eles moram a facilidade das viagens de casa para os respectivos trabalhos é a mesma. Eu é que não estou para andar a atravessar a cidade de Lisboa duas vezes ao dia e ter ainda mais stress das horas do que já tenho. Já me chega! Estou fartinha de trânsito, carros, e pensar se chego a horas ou não para ir buscar o filho. Agora há muita gente de férias, mas depois é novamente o caos. E o meu pai não entende isso. Não se apercebe da sobrecarga que tenho. A sua obsessão pelo neto é de tal forma que o bem-estar dos outros pouco importa. E isso entristece-me… e tenho algumas coisas em mim do passado que não quero ver repetidas com o miúdo.

Aqui no escritório é “piadas” umas atrás das outras. Nos pagamentos do mês passado, efectuadas a 8 de Julho, o patrão entregou-me mais de dois mil euros em despesas pessoais, fora o vencimento que recebe, mais um vencimento extra de uma situação cinzenta.
Foi “enganado” por um dos Bancos com o qual trabalhamos num contrato chamado de Permuta de taxa de Juro que implicou e vai implicar um pagamento trimestral ao Banco de cerca de €22.000,00, pois a manter-se a taxa de juro baixa, e acho que assim vai continuar nos próximos meses, foi um excelente negócio para o Santander.
Após ter despachado a brasileira, e muitas que entretanto devem passar-lhe pelas mãos, agora temos uma ruiva pintada da zona leste da Europa como a mais recente namorada, com direito a saírem daqui do escritório de mão dada, porque a senhora pretende deixar bem claro quem é, se calhar na pretensão que quem o veja (eu) comunique à mulher do meu patrão ou chegue ao conhecimentos dos 3 filhos dele. Digo eu, não sei, que sou como os macaquinhos, cega, surda e muda, até porque nem gosto da mulher dele nem sou nem nunca fui graxista e dar-me bem com ela. Eu considero o respeito pelas pessoas e a confiança valores extremamente importantes. É triste quando um casal chega a este ponto. Mais vale ir cada um para o seu lado, só que neste caso, há muitos milhares ou milhões de euros em jogo na separação e não creio que o patrão esteja disposto a perdê-los. Iria sair-lhe extremamente cara. Mas ainda assim, seria certamente a melhor opção.
E como pedi ao contabilista os recibos do pessoal mais cedo para programar os pagamentos deste mês, cheguei à brilhante conclusão que, se retirar o meu subsídio de refeição recebo €447,00, depois do devido desconto para a minha eventual reforma. Ena! Eu gosto do que faço e tenho aprendido muito. Tem aspectos bastante positivos como ninguém me chatear nem controlar, faço o meu trabalho como quero e organizo-o como me dá mais jeito. Noutros tempos, ainda assim, eu não teria pensado duas vezes em mandar isto e respectiva gerência para um sítio que eu sei, mas actualmente não nos podemos dar ao luxo de existir mensalmente apenas com o trabalho de maridinho. E por isso vou engolindo umas quantas coisas. Até um dia e provavelmente se houver oferta que supere o que aqui ganho, o que não é de todo difícil, nem olho para trás. Porque eu sou competente, organizada, pontual e assídua (só mesmo o filhote para me fazer faltar ou chegar ligeiramente atrasada) e nem estando doente, como aconteceu frequentemente o inverno passado, eu falto. Não respondo e aceito fazer o que me “pedem” ou “exigem” sem reclamar. Lamento realmente a avareza do patrão, e não é só comigo, também com o meu colega, porque tem excelentes colaboradores com óptimo desempenho mas cuja motivação anda pelas ruas da amargura, como este país.

Na última reunião de coordenação entre a gerência e os colaboradores foram decididas algumas melhorias nas condições de trabalho como uma máquina de café (para eu servir quando houver reuniões, claro), um trinco eléctrico na porta, um estore para a janela da recepção onde estou, um corrimão nas escadas que conduzem à cave para evitar mais uma fenomenal queda minha.
Hoje o colega esteve aqui com um subempreiteiro a tirar medidas na pequena arrecadação para montagem de um móvel onde estará a dita máquina de café. E alvitrou a possibilidade de se mandar fazer um pequeno lava-loiças. E eu disse-lhe logo que a haver coffe’s, eram em copinhos de plástico que são baratos e bons e vão directos para o lixo porque não estou para lavar loiça! Depois saiu com mais uma pérola, que se podia pedir um microondas para as minhas refeições quando eu almoçasse no escritório. Está claro que a resposta foi que eu almoço todos os dias no escritório, que a sandes, o sumo e a fruta não precisam de serem aquecidos e quando estive grávida e precisei de me alimentar melhor pedi ao patrão um microondas ao qual ele respondeu negativamente ao meu pedido. Assim, caro colega, agora já tive o miúdo pelo que não preciso de microondas nenhum!

E a modos que, é isto.

3 comentários:

Patricia disse...

e novidades em relação à casa nova??

beijos

Filipa disse...

Ai Amiga,

Antes de mais deixa-me pedir-te desculpa pela minha falta. O cafezinho não está esquecido, mas agora ando muito atarefada com as coisas/negócios da minha mãe. Tenho andado numa roda viva, e cansadissima. Infelizmente só me parece ser possível ter algum descanso lá para Setembro que isto agora é só andar a correr de um lado para o outro.

Tudo isto para dizer que assim que me for possível vai ser um prazer tomar um cafezinho contigo.

Sabes, a minha mãe vendeu a casa em 15 dias, o que foi optimo, mas sem dúvida que para isso contribuiu o facto de termos colocado a casa à venda abaixo do valor de mercado, pois se assim não fosse, seria mais uma entre os milhares que se encontram "penduradas" para vender.
Assim ficou despachada e está já a organizar a mudança para inicio de Agosto ... uma trabalheira, mas no fundo um objectivo concretizado em muito pouco tempo.

Quanto ao que contas do teu trabalho ... infelizmente é o comum a muitos colaboradores, pois salvo raras excepções (que felizmente tb existem) não têm a minima consideração e respeito pelos que vestem a camisola e desempenham a sua actividade com zelo e profissionalismo. Uma coisa é certa, está complicado de arranjar emprego (eu quero ver se começo na 2ª quinzena de setembro, Yupi, lol) mas considerando o teu ordenado, não será assim tão dificil dares o salto para outro local, que mesmo que te pague o mesmo, te respeite e te dê mais valor.

Beijinhos grandes para vocês

mother_24 disse...

Oh pariga tu pá, quer-se dizer, andas-te na ronha que não te apetecia escrever e tal e coise, a depois é isto!!!!

Oh mulher tu cala-te! já me doi os "ouvidos/olhos" de te ler :p

Bom, essa salganhada ai no trabalho deve ser cá uma novela, caredo saiu-te um belo dum boss na rifa que vou-ta dizer! oyuve lá o home n tem olhos na cara, depois admiram-se que entrem em falencia ou que levem com os sacos do modelo á porta... por amor de deus!

Bom, mas ao que interessa, afinal que hobby tens tu?

tou a reinar, olha que interessa é que o teu miudo assim recebe os mimos todos de toda a gente, tentem é fazer menos barulho depois das 21h30 qué lá isso, já uma criança não pode xonar não LOL

espero que consigam vender a casa rapidamente, pá é tramado uma gaja querer organizar á vida e depois vem estas crises malukas pra desnortear tudo! mas num há-de ser nada!

jocas pariga